Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.
 
 MESTRE WEI CHANG QING - 魏长青
 
 
 
 
O Mestre Wei Chang Qing - 魏长青 nasceu na cidade de QingDao - 青岛, província de Shandong - 山东, China. Com 5 anos de idade começou a aprender o estilo SunBinQuan - 孙膑拳 com seu pai, Wei Feng Gang - 魏风岗, que foi um dos mestres mais respeitados nesse estilo. 
  

Ainda jovem, começou a lecionar artes marciais no Teatro Municipal de Ópera Chinesa da cidade de Qingdao, onde estudou o estilo Changquan, sendo campeão estadual da Província de Shandong nessa modalidade. Logo, foi selecionado para o grupo de artistas marciais da Ópera de Shandong. Se formou em Economia e em Engenharia Civil. 

 
Em 1991, Mestre Wei vem para o Brasil, com o objetivo de ensinar o Wushu, da mesma forma como ele é ensinado na China. Inicialmente, lecionou na Associação Tai Chi Chuan Tradicional no bairro da Liberdade e em outras academias da região, onde chegou a ter centenas de alunos. 

Aqui no Brasil, dedicou-se exclusivamente ao ensino do Changquan e, quando indagado por que não ensinava seu estilo de família, o Sunbinquan, costumava responder: ”Se eu ensinar Sunbinquan, minha família ficará feliz, mas, se eu ensinar o Changquan, a China ficará feliz”.
 
Durante suas aulas, enfatizava sempre o método tradicional no ensino do moderno, ressaltando a importância do estudo da teoria da arte marcial chinesa e da ética marcial, além de outros componentes da cultura chinesa como o idioma.

Em 2003, durante um de seus retornos à China, foi convidado pela CCTV (TV Estatal Chinesa) para ser consultor sobre artes marciais em uma reportagem especial sobre o Templo Shaolin, oportunidade em que foi convidado pelos monges para demonstrar suas habilidades.
 
Mestre Wei realizando apresentação para os monges no Templo ShaolinMestre Wei realizando apresentação para os monges no Templo ShaolinAlém de ensinar Wushu, Mestre Wei era constantemente convidado para coreografar cenas marciais em comerciais, novelas e filmes. Também atuou como ator de cinema, com destaque para sua participação como um dos protagonistas no filme “Destino”, produzido por Lucélia Santos e dirigido por Moacyr Goes.
 
Coordenou o curso de Wushu do Centro de Cultura Chinesa de São Paulo desde a sua fundação até sua morte em julho/2011.